Presentinho de Natal.



Para provar que sou um espírito superior, um presentinho de Natal procês. Gosta de ler mas é um lascado da vida? Bem. Primeiro você precisa ter a consciência de que se sua carteira, além de não ter dinheiro, não tem nenhum cartão de biblioteca, então você tem culpa no cartório e muito provavelmente tá choramingando à toa. Segundo que é bom dar um jeito de aceitar que isso é na maioria dos casos desculpa, muito próxima daquela do "não tenho tempo". As pessoas tiram dois peixes da algibeira pra ver um DJ plugar um pendrive. Enfim. De todo modo, isso não é argumento pra não se desasnar. Então, vou indicar alguns sites ótimos pra você descolar aquele livro legal, em especial livros gringos (sem, portanto, que o nobre leitor se sujeite ao BookDepository ou ao Betterworldbooks e, por tabela, à fanfarra dos Correios). Outros há que não incluí seja por não julgar serem tão úteis de um modo mais amplo (e nessa conformidade, por exemplo, o coloquio.gulbenkian.pt, ótimo site para artigos na área de humanística e letras, ficou de fora), seja por partir do princípio que você não é um inclusão-digital da vida e sabe que coisas como o Google Books, MinhaTeca ou Scribd existem. Divirta-se.

  • bookzz.org
Um clássico. Possui limite de 10 livros baixáveis por dia, mas se você se cadastrar você ganha mais 10. Subsidiariamente, tente usar o libgen;

  • archive.org
Aqui você vai se deliciar com um acervo incrível, não só de livros em domínio público mas de algumas obras mais recentes também (por exemplo uma que descobri semana passada: a antologia de poesia tardo-augustana inglesa feita pelo Donald Davie), além de um sistema de navegação que simula de maneira admirável o ato de folhear celulose. Um site mais ou menos parecido, e com um catálogo supimpa do mesmo jeito, é o babel.hathitrust.org;

  • lelivros.top
Quem de fato gosta de ler e tem um pouquinho de amor por sua conta bancária vai pelo menos ruminar a possibilidade de adquirir um leitor de livros digitais, e isso pelo simples motivo de que é uma puta economia. Aqui você tem a opção de baixar o livro em versão pdf também, mas o que rola mesmo é baixar no formato epub ou mobi e, depois, usar o Send To Kindle pra fazer a festa. Lembrando que, além deste, tem o epubr.club, que também é muito bom e possui, ao que me consta, um catálogo mais amplo, mas que te submete àqueles testes de resistência de ficar esperando por alguns segundos enquanto o site te bombardeia de pop-ups;

  • gutenberg.org
Esse daqui é bem conhecido, então estou indicando por motivos puramente humanísticos, devendo constar, nas metas para o milênio, a erradicação de pessoas ignorantes quanto à existência do Project Gutenberg;

  • books43.com
A boa e velha gambiarra. Só que servindo para o que talvez seja o Santo Graal da caçada aos livros inacessíveis: download de livros do Google Books. Sim, isso mesmo: até aqueles (na verdade, principalmente esses) que possuem preview limitado. Basicamente funciona assim: o Google Books te dá uma porcentagem de visualização disponível, e depois fecha as comportas por um tempo (você fica de castigo, digamos). O que aconteceria, porém, se você lesse da página 1 até a página 20 e depois esperasse de forma paciente (feito um monge budista) até que tivesse suas fichas renovadas e, assim, pudesse avançar da 21 à 40? Bem, o books43 faz isso pra você. O que você tem que ter em mente é: 1) ele é muito demorado, posto que não faz nenhum hack ou coisa do tipo (ele só faz o trabalho sujo por você): logo, por "muito demorado" eu me refiro a algo que pode levar meses; e 2) às vezes ele fecha para cadastros gratuitos; mas, considerando que a conta premium é só 15 trumps, eu acho que compensa o investimento;

  • booksc.org
Pra quem lê artigos e resenhas acadêmicas, ou pelo menos pra quem já sujou a sola do sapato no barro de um campus universitário, acho que a pessoa tem que pelo menos saber usar a Plataforma de Periódicos da Capes (mais até do que como fazer uma citação direta) e também manifestar deslumbre por todas as delícias que um site como o do JSTOR pode oferecer. Pois bem. O booksc é extensão do bookzz, só que todo voltado pra artigos e resenhas. Acho que nada em português entra aí. Você tem um limite de download de 100 artigos por dia (um tantinho razoável, né non?). Compensa muito, em específico porque vários deles são retirados justamente da base de dados do JSTOR.

Comentários