James Shirley (1596 - 1666).


(Mercedes Baptista, a primeira negra a dançar no Teatro Municipal do Rio. Introduziu elementos africanos à dança. Créditos. Recomendo a leitura.)


James Shirley fez parte de um grupo de poetas hoje chamados de Cavalier Poets. Eram uns almofadinhas do século XVII que, ao invés de caírem com tanta intensidade na penitência e louvor dos metafísicos de última leva, abordavam uns temas amorosos aqui e acolá. Nada de mais. Possuem lá seus poemas interessantes. A vida de muitos deles, aliás, era até interessante, se considerarmos nomes como Ben Jonson, um fanfarrão de primeira, e Richard Lovelace, galã da novela das nove. Robert Herrick, o mestre-mor do carpe diem, Thomas Carew e Sir John Suckling, este último do poema Go, lovely Rose (que foi traduzido no Brasil esplendidamente por Nelson Ascher), são também outros.

O poema de James Shirley que traduzo é um verdadeiro achado no meio das páginas e páginas que os Cavalier Poets, como de resto a maior parte da poesia do século XVII, pode oferecer. Sua precisão e franqueza são admiráveis. O poema vai direto ao ponto. Você parece que pode ver a amada dançando... Sua amada dançando, caso tenha uma. E é isso mesmo. O uso do termo "transe", por exemplo, é essencial. Não consegui encontrar nenhum outro substituto. E então a metáfora do coração de mármore, pesado, ou seja, da amada cruel que não dá a mínima pro eu lírico. Simples, direta. O que em outros momentos do próprio Shirley levaria um verdadeiro rio de tinta, aqui é encerrado no momento exato. E o que resta é um suspiro.


ELA, DANÇANDO.

Fui vê-la dançar. E, ela dance
E eu a contemple fissurado,
Iam achar que estou num transe:
    Mas, fosse questionado
Por quem soubesse o meu amor,
    E iria confessar
Que um coração marmóreo pôr-
-Se a mover tão ágil é... Ah!...

§


ON HER DANCING.

I stood and saw my mistress dance,
Silent, and with so fixed an eye,
Some might suppose me in a trance :
    But being askèd why,
By one who knew I was in love,
    I could not but impart
My wonder, to behold her move
So nimbly with a marble heart.

Comentários