Tracy K. Smith (1972 - ).



NÃO ME ESQUEÇO DISSO.

Mas às vezes esqueço onde estou,
Penso em mim dentro daquela vida, de novo.

Manhãs recalcitrantes. Sol, talvez,
Ou algo como a luz sem cor

Filtrando seu rumo em nuvens sem forma.

E quando penso que não fui embora,
O resto volta. Nosso sofá. Minha

Fumaça a subir e as horas, que caem.
Indo contra o ruído, contra a música,

Tudo que é vivo, e pegar a chave na porta.
E este querer ir embora em meu peito,

Como se o dia, a noite, o que quer que seja
Que eu seguisse, fosse apenas zunido

De algo mais que a espera.

Ouvimos tanto sobre como é amar.
Hoje, porém, chovendo lá fora,

Deixando esse desejo o tanto quanto eu creio
Em Maio, em estações vindas quando chamadas,

É impossível não querer
Andar na sala ao lado e se deixar

Passar a mão em minhas pernas,
Sabendo muito bem o que ela sabem.

§

I DON'T MISS IT.

But sometimes I forget where I am,
Imagine myself inside that life again.

Recalcitrant mornings. Sun perhaps,
Or more likely colorless light

Filtering its way through shapeless cloud.

And when I begin to believe I haven’t left,
The rest comes back. Our couch. My smoke

Climbing the walls while the hours fall.
Straining against the noise of traffic, music,

Anything alive, to catch your key in the door.
And that scamper of feeling in my chest,

As if the day, the night, wherever it is
I am by then, has been only a whir

Of something other than waiting.

We hear so much about what love feels like.
Right now, today, with the rain outside,

And leaves that want as much as I do to believe
In May, in seasons that come when called,

It’s impossible not to want
To walk into the next room and let you

Run your hands down the sides of my legs,
Knowing perfectly well what they know.

Comentários

  1. Boa tarde, Matheus.
    Usarei tua brilhante tradução de Tracy K. Smith no meu blog. Pssa lá, deixa um comentário e siga-o, por favor.
    Meu blog é http://arspoeticaethumanitas.blogspot.com.br/
    obrigado!!!

    ResponderExcluir
  2. Boa tarde, Matheus.
    Usarei tua brilhante tradução de Tracy K. Smith no meu blog. Pssa lá, deixa um comentário e siga-o, por favor.
    Meu blog é http://arspoeticaethumanitas.blogspot.com.br/
    obrigado!!!

    ResponderExcluir

Postar um comentário